sexta-feira, 25 de julho de 2014

Apenas 1 país votou contra as investigações do massacre de Israel na Palestina


Com 17 abstenções, 29 votos a favor e apenas 1 voto contrário, ONU aprova investigação sobre ações de Israel na Palestina


Solitários, Estados Unidos votam contra investigação de Israel

 (Foto: Divulgação/ONU)

Jornalismo B, sugerido por Wellington Pereira

Com apenas os Estados Unidos votando de forma contrária, foi aprovada nesta quarta-feira (23), uma resolução do Conselho de Direitos Humanos da ONU que determina a formação de uma comissão internacional para investigar os ataques israelenses à Palestina. 17 países se abstiveram, entre eles a França, a Alemanha, o Reino Unido e o Japão. Foram 29 votos a favor da resolução, entre eles o do Brasil. A votação demonstrou uma clara divisão geopolítica internacional, já que todos os países da América Latina presentes votaram favoravelmente à resolução, enquanto todos os europeus optaram pela abstenção. Além disso, todos os integrantes dos BRICS optaram pela aprovação.

O texto pede ainda que os palestinos sejam imediatamente colocados sob “proteção internacional”, apela ao “fim imediato dos ataques militares israelenses” e ao “fim dos ataques contra civis”. Iniciada em 8 de julho e seguida por uma intervenção terrestre que começou na última quinta-feira (17), a ação militar já provocou a morte a mais de 670 palestinos, a maioria civil. Do lado israelense foram confirmadas 32 mortes entre os militares e duas de civis.

Confira abaixo como cada país votou:

Votou contra: Estados Unidos

Votaram a favor:
Argélia
Argentina
Brasil
Chile
China
Congo
Costa Rica
Costa do Marfim
Cuba
Etiópia
Índia
Indonésia
Cazaquistão
Quênia
Kwait
Maldivas
México
Marrocos
Namíbia
Paquistão
Peru
Filipinas
Rússia
Arábia Saudita
Serra Leoa
África do Sul
Emirados Árabes
Venezuela
Vietnam

Se abstiveram:
Áustria
Benin
Botswana
Burkina Faso
República Checa
Estônia
França
Gabão
Alemanha
Irlanda
Itália
Japão
Montenegro
Coréia do Sul
Romênia
Reino Unido
Macedônia