sexta-feira, 20 de junho de 2014

Uma boa medida: separar polícia de bombeiros

PM estuda separar Corpo de Bombeiros da corporação em SP


De acordo com reportagem publicada nesta sexta-feira pelo Jornal Folha de São Paulo, o comando da Polícia Militar de São Paulo estuda a possibilidade de desvincular de seus quadros o efetivo do Corpo de Bombeiros. Caso a medida seja autorizada pelo governador Geraldo Alckmin cerca de 8 mil cargos poderiam ser utilizados para a contratação de policiais de rua.
O efetivo da PM conta com 90 mil homens, incluindo a corporação dos bombeiros. Segundo o periódico, a intenção do comandante da PM paulista, Benedito Meira, é que o número total de soldados seja de policiais voltados ao combate à criminalidade. Os bombeiros formariam uma instituição separada. A Secretaria da Segurança Pública informou que ainda não há uma previsão de conclusão do estudo.