sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Democracia, representação e participação

Democracia, representação e participação

A crise da representação política – cujos princípios fundamentam a legitimidade dos regimes – tem sido analisada por diferentes perspectivas. Alguns, como João Bernardo, afirma que a crise não é apenas da representação, mas da própria democracia representativa. Analisando dados de várias eleições no mundo e constatando o crescimento das abstenções “com ou sem propaganda abstencionista”, diz que “não faltam manifestações de ceticismo na democracia representativa e o que vemos por todo o mundo é uma colossal perda de legitimidade desses regimes”